Esterilização a baixa temperatura por peróxido de hidrogênio vaporizado e plasma

Tempo de leitura: 2 minutos

Os métodos de esterilização atualmente disponíveis para os dispositivos utilizados nos Estabelecimentos de Assistência à Saúde (EAS) são físicos, físico-químicos gasosos e químicos líquidos automatizados. Dentre os métodos físicos dispomos do calor, sob a forma úmida e seca. Os denominados físicos-químicos gasosos, estão presentes no mercado os agentes esterilizantes óxido de etileno, vapor a baixa temperatura e formaldeído (VBTF), e gás plasma e vapor de peróxido de hidrogênio. Todos estes processos lidam com agentes químicos ativos em temperaturas entre 37 e 75°C.

Ao selecionar o processo de esterilização a baixa temperatura, o usuário deve estar atento às orientações do fabricante e, principalmente às legislações vigentes, para o reprocessamento de produtos médicos.

A Matachana, buscando sempre a excelência na Central de Material e Esterilização, traz o Equipamento 130HPO, Autoclave a Baixa Temperatura por Peróxido de Hidrogênio Vaporizado e Plasma.

 

Modalidades de ciclos

A esterilizadora 130 HPO fabricado pela Matachana conta com três modalidades de ciclos distintos:

  • Rapid (25 min),
  • Advanced (35 min) e
  • Standard (48 min),

Essas modalidades permitem que o equipamento cubra a maior gama de dispositivos médicos compatíveis com esta modalidade de esterilização do mercado. O processo de esterilização é por vapor mais plasma de peróxido de hidrogênio a 59%.

 

Programa de aplicação da esterilizadora Matachana


Este processo ocorre através da injeção de aproximadamente 2,2 ml de peroxido de hidrogênio em quatro injeções distintas. Anteriormente a injeção, o equipamento promove uma etapa de pulsos de vácuo fracionado, o que através de injeções de calor, remove a umidade, tornando o ciclo mais estável. Este processo é denominado fase de PREPARAÇÃO. Outro ponto a ser observado, é o exclusivo sistema de duplo processo de inativação do agente esterilizante. Após a passagem do vapor pela câmara, o mesmo e removido e submetido a fase de plasma elétrico de 100 hPa, em um compartimento externo á câmara e posteriormente enviado ao dispositivo catalizador. Isto para garantir a eficácia do processo de decomposição do peroxido de hidrogênio, conferindo a este maior segurança ao paciente e aos usuários e eliminação total de odores resultantes do processo. Veja uma representação gráfica do perfil de ciclo para maior entendimento.

 

Perfil do ciclo da esterilizadora Matachana

 

 

Saiba mais da nova 130HPO em nosso site, ou consultando os nossos especialistas.



Fontes: Procedimento correto para o reprocessamento de instrumentais; Práticas Recomendadas SOBECC, 6ª edição-2013.

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts
relacionados

Utilizar caixas de esterilização de transdutores na CME pode ser uma excelente escolha para prolongar a vida útil dos equipamentos.

CME

24/07/2020


Caixas para esterilização de transdutores BK Medical
Tempo de leitura: 2 minutos

Utilizar caixas de esterilização de transdutores na CME pode ser uma excelente escolha para prolongar a vida útil dos equipamentos.

Leia mais
Devido aos grandes avanços da medicina é importante dar mais atenção ao reprocessamento de materiais e instrumentos usados nos procedimentos.

CME

14/04/2020


Os avanços na CME através dos progressos da medicina
Tempo de leitura: 2 minutos

Devido aos grandes avanços da medicina é importante dar mais atenção ao reprocessamento de materiais e instrumentos usados nos procedimentos.

Leia mais
Conheça os tipos de sujidade e quais são as indicações de detergente ideais para aumentar a eficiência da limpeza de instrumentais na CME.

CME

07/11/2019


Como escolher qual detergente usar na CME?
Tempo de leitura: 2 minutos

Conheça os tipos de sujidade e quais são as indicações de detergente ideais para aumentar a eficiência da limpeza de instrumentais na CME.

Leia mais
Em um procedimento cirúrgico, a qualidade e precisão das lâminas cirúrgicas interferem diretamente no sucesso do procedimento, entenda!

CME

13/09/2018


Como a enfermagem pode auxiliar na excelência de procedimentos cirúrgicos?
Tempo de leitura: 2 minutos

Em um procedimento cirúrgico, a qualidade e precisão das lâminas cirúrgicas interferem diretamente no sucesso do procedimento, entenda!

Leia mais
Os instrumentais utilizados durante procedimentos cirúrgicos precisam de cuidados para garantir sua eficiência e  aumentar sua vida útil.

CME

06/09/2017


Quais são as funções primárias do sistema de barreira estéril?
Tempo de leitura: 2 minutos

Os instrumentais utilizados durante procedimentos cirúrgicos precisam de cuidados para garantir sua eficiência e  aumentar sua vida útil.

Leia mais
Os biofilmes bacterianos podem oferecer grande risco no processamento de instrumentos cirúrgicos. Veja como evitar!

CME

16/06/2017


O que são biofilmes e seu desafio no reprocessamento seguro
Tempo de leitura: 2 minutos

Os biofilmes bacterianos podem oferecer grande risco no processamento de instrumentos cirúrgicos. Veja como evitar!

Leia mais
Investir em equipamentos eficientes pode garantir mais produtividade durante o reprocessamento de materiais médicos.

CME

14/06/2017


Como economizar tempo, espaço e aumentar a produtividade na CME
Tempo de leitura: 2 minutos

Investir em equipamentos eficientes pode garantir mais produtividade durante o reprocessamento de materiais médicos.

Leia mais