Tratamento inovador para cisto pilonidal

Cisto Pilonidal, Coloproctologia

O que é o cisto pilonidal?

O cisto pilonidal (sacrococcígeo) consiste em uma inflamação que acomete pele e tecido subcutâneo da região entre as nádegas, geralmente cerca de 5cm acima do ânus. O processo inflamatório pode resultar na formação de abscessos, fístulas e tecido morto (necrose). O termo “pilonidal” tem origem no latim (pilus=pelo e nidus=ninho) e se refere ao ninho de pelos normalmente encontrado no interior da cavidade (sinus), de origem ainda controversa.

 

 

Figura 1. Representação de cisto pilonidal | (Fonte: Portal Brasil 10. Acesso em 31/08/2017)

 

A doença é relativamente comum em jovens do sexo masculino (15 a 30 anos de idade), correspondendo a até 80% dos casos. Os cistos pilonidais geralmente resultam em dor, inchaço na região, vermelhidão e calor durante a fase aguda, na qual a drenagem da secreção é fundamental para alívio do paciente, associada a administração de antibióticos. Após redução da inflamação, a excisão cirúrgica do cisto pode ser indicada, frequentemente realizada por cirurgia aberta, resultando em uma ferida extensa, que pode levar em média 7 semanas para cicatrização completa.

 

Técnica inovadora para o tratamento do cisto pilonidal

Uma nova técnica minimamente invasiva para o tratamento de cistos pilonidais é conhecida como E.P.S.I.T. (Endoscopic Pilonidal Sinus Treatment), e resulta em melhor resultado estético e menos tempo de recuperação pós-operatória, garantindo ao paciente um retorno mais rápido a suas atividades habituais.

 

 

Figuras 2 e 3. Comparação entre ferida pós-operatória cirurgia convencional e E.P.S.I.T. | (Fonte: Google e Scielo. Acesso em 31/08/2017)

 

Procedimento com o uso do VAAFT

O procedimento é realizado com o auxílio de um instrumento ótico fino (fistuloscópio) conectado a um sistema de vídeo e irrigação com solução hipertônica, permitindo a visualização da fístula. A retirada do conteúdo é feita através de uma pinça de apreensão de corpos estranhos, e o arcabouço (tecido de granulação) desta cavidade deve ser destruído por cauterização. Por fim, o tecido cauterizado é retirado através do atrito de uma escova de citologia e o orifício é ampliado para facilitar a drenagem e cicatrização. Esta intervenção resulta em feridas pós-operatórias bastante reduzidas (cerca de 2cm), com cicatrização completa ocorrendo em aproximadamente 3 semanas.

 

Figura 4. VAAFT – KARL STORZ GmbH (Tuttlingen, Germany) | (Fonte: Karl Storz. Acesso em 31/08/2017)

 

O sistema VAAFT da KARL STORZ para tratamento vídeo assistido de fístulas anais e cistos pilonidais faz parte da linha de produtos para coloproctologia da KARL STORZ, comercializada com exclusividade no Brasil pela Strattner. Conheça o VAAFT e outros produtos da linha.

Fonte: MENDES, C.R.S. et al. Endoscopic Pilonidal Sinus Treatment (E.P.S.I.T.): a minimally invasive approach. Rio de Janeiro: Journal of Coloproctology, 2015.
MEINERO, P. et al. Endoscopic Pilonidal Sinus Treatment: a prospective Multicenter Trial. Colorectal Disease, 2016.

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts
relacionados

Conheça Deborah, responsável pelo grupo de suporte Cisto Pilonidal para apoiar pessoas no tratamento da doença.

Cisto Pilonidal

05/05/2021

Entrevista com a fundadora do blog Cisto Pilonidal

Conheça Deborah, responsável pelo grupo de suporte Cisto Pilonidal para apoiar pessoas no tratamento da doença.

Leia mais
A ETM é uma alternativa cirúrgica para tratamento de tumores localizados no reto normalmente associada a melhores resultados.

Câncer Colorretal

11/09/2018

Plataforma otimizada para excisão total do mesorreto transanal

A ETM é uma alternativa cirúrgica para tratamento de tumores localizados no reto normalmente associada a melhores resultados.

Leia mais
A microcirurgia endoscópica transanal para o tratamento de câncer de reto consiste em um tratamento minimamente invasivo. Conheça!

Câncer Colorretal

25/09/2017

Tratamento de câncer de colorretal com TEO

A microcirurgia endoscópica transanal para o tratamento de câncer de reto consiste em um tratamento minimamente invasivo. Conheça!

Leia mais
Anualmente no Brasil, são registrados mais de 150 mil casos de câncer Colorretal no Brasil, veja como se prevenir do câncer colorretal.

Câncer Colorretal

21/09/2017

Como se prevenir do câncer colorretal?

Anualmente no Brasil, são registrados mais de 150 mil casos de câncer Colorretal no Brasil, veja como se prevenir do câncer colorretal.

Leia mais
×