O que é a Endoscopia das Glândulas Salivares?

Bucomaxilo

A Sialoendoscopia  ou Endoscopia das Glândulas Salivares é uma técnica, desenvolvida na Suíça e Alemanha, para exame e tratamento de doenças benignas das glândulas salivares, que vem ganhando adeptos em todo o mundo. Trata-se de um procedimento que pode ser diagnostico ou cirúrgico em que se usa um mini endoscópio, de 0,75 a 1,6 mm de espessura, que é introduzido no ducto das glândulas salivares podendo ser: sublingual, submandibular ou parótida, e permite, além de diagnóstico mais preciso, também a irrigação e o tratamento de patologias e cálculos das glândulas salivares. Trata-se de um método que promete revolucionar o tratamento dessas doenças pois evita cirurgias maiores, preservando as glândulas e suas funções.

 


Os Sialoendoscopia são usados para diagnóstico e tratamento de patologias obstrutivas das glândulas salivares.



As patologias obstrutivas das glândulas salivares estão frequentemente associadas a uma considerável diminuição da qualidade de vida do paciente devido ao aumento do volume do tecido, dor intensa, e dificuldade de produção de saliva dificultando a alimentação. As causas mais frequentes são os cálculos salivares e as inflamações crônicas.

Os cálculos salivares (sialolitíase) são responsáveis por cerca de 30% das causas de aumento de volume das glândulas salivares. Os cálculos são constituídos por componentes orgânicos e inorgânicos e o tamanho pode variar entre poucos milímetros e alguns centímetros. Até agora não foi possível comprovar a causa dos cálculos. No entando a inflamação dos ductos salivares e a sialodenite (inflamação da glândula salivar) normalmente são recorrentes e crônicos, e neste cenário a Sialoendoscopia tem um importante papel.

O diagnóstico de patologias obstrutivas das glândulas salivares é difícil e em média 10% dos casos não podem ser observados em métodos convencionais como ultrassonografias ou outros exames. A endoscopia das glândulas salivares consegue tornar visível diretamente qualquer alteração, representando um complemento valioso para este tipo de diagnostico.

Além do diagnostico é possível realizar simultaneamente tratamentos controlados endoscopicamente, extrações endoscópicas dos cálculos, dilatação endoscópica da estenose de um canal, ou a remoção de corpos estranhos. São utilizados endoscópios semi-rigidos para os canais excretores com diâmetro de 0,75 a 1.6mm. e o sistema óptico, estes têm também integrados dois canais de trabalho para a lavagem e utilização de instrumentos.

Os instrumentais mais utilizados são o extrator de cálculos, fio guia, cateter balão e as pinças.

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts
relacionados

×