Você sabe o que é CPRE?

Cirurgia Geral
O nome é complicado: Colangiopancreatografia Retrógrada Endoscópica ou CPRE. Trata-se de um exame endoscópico que tem por objetivo detectar e tratar doenças que acometem os ductos de drenagem do fígado e do pâncreas (as vias biliares intra e extra-hepáticas) e o canal pancreático principal. As principais manifestações das doenças dos ductos pancreáticos e biliares são icterícia (olhos e pele amarelada), dor abdominal, febre e alterações bioquímicas nas enzimas hepáticas e pancreáticas. Esses sinais e sintomas podem ser decorrentes de cálculos e tumores biliares, tumores e cistos pancreáticos, pancreatite crônica, doenças do fígado, extravasamentos após trauma ou cirurgia e estreitamentos inflamatórios ou pós-cirúrgicos das vias biliares.  

Ilustração da inserção do Duodenoscópio e a passagem do cateter

  Podem ser extremamente graves com evolução por exemplo para lesões irreversíveis de fígado que podem levar à necessidade de transplante do órgão ou até mesmo óbito. O procedimento é realizado com o auxílio de um videoendoscópio (Sistema endoscópico com uma câmera na ponta) especial, chamado duodenoscópio, que possui visão lateral. Isto objetiva a visualização de um orifício existente na segunda porção do duodeno, chamada de papila duodenal ou de Vater. Através dela introduz-se um cateter com contraste, e utilizando-se um equipamento de raio-X Portátil, poderão ser visualizados os dutos biliares e pancreáticos.  

Imagem radiológica da árvore dos dutos biliares

Durante o exame as imagens radiológicas são interpretadas pelo médico endoscopista, muitas vezes assistido por radiologista. Dependendo do diagnóstico e da situação clínica, poderão ser realizados procedimentos adicionais visando tratamento, como a papilotomia (secção longitudinal da papila e seus pequenos músculos, visando ampliar o orifício de drenagem), retirada de cálculos com balão extrator ou cesta, dilatação de estreitamentos (estenoses) com balões ou sondas dilatadoras e drenagem biliar ou pancreática com emprego de próteses.

O exame é realizado com anestesia geral ou sedação e o paciente permanece por 1 noite em internação, recebendo alta no dia seguinte ao exame. Trata-se de procedimento altamente seguro, mas requer treinamento e destreza, aliada à experiência em Endoscopia.

E conheça também toda a linha de Endoscopia em Gastroenterologia, da KARL STORZ em www.KARLSTORZ.com. Lá poderá encontrar os Vídeo Duodenoscópios que possuem revolucionário sistema de limpeza do canal de instrumentos com ponta de Albarran desmontável:

 

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts
relacionados

Considerada uma das maiores evoluções tecnológicas da medicina, a videocirurgia consiste em uma técnica minimamente invasiva que utiliza um sistema de imagens e instrumentais introduzidos no organismo através de pequenas incisões para exploração de diferentes órgãos e tecidos. A utilização desta tecnologia permite menor morbidade, proporcionando redução na dor e nas complicações pós-operatórias e retorno […]

Cirurgia Geral

29/05/2019

Cirurgia laparoscópica pediátrica - Como funciona?

Considerada uma das maiores evoluções tecnológicas da medicina, a videocirurgia consiste em uma técnica minimamente invasiva que utiliza um sistema de imagens e instrumentais introduzidos no organismo através de pequenas incisões para exploração de diferentes órgãos e tecidos. A utilização desta tecnologia permite menor morbidade, proporcionando redução na dor e nas complicações pós-operatórias e retorno […]

Leia mais
Conheça as causas, diagnóstico e os principais métodos de tratamento da hérnia de hiato. Leia a matéria completa!

Cirurgia Geral

06/03/2018

Como funciona a cirurgia laparoscópica de hérnia de hiato?

Conheça as causas, diagnóstico e os principais métodos de tratamento da hérnia de hiato. Leia a matéria completa!

Leia mais
×