Tratamento da Fístula Anal - VAAFT

logo karl storz

O VAAFT (Video Assisted Anal Fistula Treatment) consiste no tratamento videoassistido de fístulas anais, indicado para as fistulas complexas e recidivadas. A técnica permite a localização exata do orifício interno da fístula sob controle visual e seu fechamento, este último sendo decisivo para o tratamento. É o único no mercado que proporciona a vantagem de visualizar e identificar todo o trajeto fistuloso e tratá-lo, preservando a musculatura esfincteriana.

Tratamento do Cisto Pilonidal

E.P.Si.T. (Endoscopic Pilonidal sinus Treatment) é uma nova técnica minimamente invasiva para o tratamento de cisto pilonidal e recidivos. O objetivo da técnica E.P.Si.T. é uma ablação endoscópica do cisto pilonidal, de possíveis fistulas e orifícios da fistula sob controle visual. O controle visual direto é uma das características centrais desse novo procedimento cirúrgico. Para o procedimento cirúrgico é utilizado o mesmo fistuloscópio e o conjunto de instrumento para o VAAFT.

  • Ótica semirrígida, AV=8º, D=3,3X4,7mm e C=18cm (útil), permite visualização do trajeto fistuloso (e suas ramificações, quando houver) e identificação do orifício interno.
  • Obturador rombo, permite introdução lenta do endoscópio com proteção.
  • Canal de trabalho para instrumental de até 2,5mm de diâmetro, permite a introdução de pinça, escova de citologia e eletrodo unipolar.
  • 2 Torneiras para irrigação/aspiração, permite irrigação com solução hipotônica (manitol, sorbitol ou glicina).
  • Manopla do tipo pistola, empunhadura permite manipulação de maneira ergonômica e fácil.
  • Totalmente autoclavável
  • Não há necessidade do paciente ficar internado;
  • A função esfincteriana é preservada;
  • Não há riscos de incontinência pós operatória
  • O orifício interno da fístula pode ser localizado e suturado facilmente;
  • A fístula pode ser destruída internamente por completo;
  • Não há lesões decorrentes da cirurgia (ferida cirúrgica) na região, acesso minimamente invasivo
  • A recuperação pós operatória é rápida, podendo retornar as suas atividades diárias em poucos dia.
  • Não há necessidade do paciente ficar internado;
  • Período pós operatório com menos dores (ou quase nenhuma);
  • Acesso minimamente invasivo;
  • Proporciona melhor qualidade de vida aos pacientes, além de benefícios estéticos na região após a cirurgia
  • O retorno as atividades diárias ocorre um poucos dias.

Últimos Destaques

Tratamento de câncer de colorretal com TEO

Câncer Colorretal

25/09/2017

Tratamento de câncer de colorretal com TEO

Tempo de leitura: < 1 minuto A microcirurgia endoscópica transanal para o tratamento de câncer de reto consiste em um tratamento minimamente invasivo. Conheça!

Ler mais
Como se prevenir do câncer colorretal?

Câncer Colorretal

21/09/2017

Como se prevenir do câncer colorretal?

Tempo de leitura: < 1 minuto Anualmente no Brasil, são registrados mais de 150 mil casos de câncer Colorretal no Brasil, veja como se prevenir do câncer colorretal.

Ler mais
Tratamento inovador para cisto pilonidal

Cisto Pilonidal

11/09/2017

Tratamento inovador para cisto pilonidal

Tempo de leitura: < 1 minuto O cisto pilonidal consiste em uma inflamação que acomete pele e tecido subcutâneo da região entre as nádegas. Conheça o tratamento!

Ler mais