Entenda o que é fáscia e liberação miofascial?

Ortopedia

Quem nunca passou por alguma dor após o treino, corrida ou outras atividades físicas? Essas dores são comuns e quando persistentes, podem ser decorrentes de trigger points, também conhecidos como pontos de gatilho que surgem após algum estresse à fáscia muscular.

O que é a fáscia?

A fáscia é uma membrana do tecido conjuntivo que envolve os músculos, ossos, nervos e vasos sanguíneos. De grande elasticidade e resistência, sua principal função está em reduzir o atrito entre os músculos e protegê-los, fazendo com que a movimentação muscular seja facilitada.

Uma técnica bastante eficiente para os problemas de fáscia é a Liberação Miofascial, que consiste em um tipo de massagem que aplica pressão em alguns pontos do corpo e ajuda a relaxar e alongar os músculos, melhorando assim a movimentação entre o músculo e a fáscia.

A Liberação Miofascial é realizada através de movimentos de deslizamento, fricção e pressão, de forma a alongar o músculo e as fáscias, obtendo-se assim o relaxamento de tecidos tensos [STARKEY, 2001].

A técnica pode ser realizada com equipamentos simples do dia-a-dia, como bolas de tênis e rolos de massagem, por exemplo. Porém os equipamentos de ondas de choque que possuem essa funcionalidade trazem benefícios maiores ao paciente, uma vez que a energia da pressão aplicada é maior e mais eficiente.

 

Quais são os benefícios da liberação miofascial?

Com altas frequências e energias, aliadas à um bom profissional e equipamento de qualidade, a liberação miofascial traz benefícios como:
• Libera dores musculares;
• Melhora a movimentação das articulações;
• Produz maior mobilidade e amplitude de movimento;
• Melhora da locomoção;
• Redução de rigidez arterial;
• Melhora na qualidade de vida.

Procure o seu médico e converse sobre essa técnica. Os equipamentos de Ondas de Choque da STORZ MEDICAL possuem essa função através do V-ACTOR.

 

REFERÊNCIA

STARKEY, Chad. Recursos Terapêuticos em Fisoterapia. São Paulo: Manole, 2001.

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts
relacionados

×